Vo’Arte – the FRAGILE Project

Posted by on May 14, 2012 in NEWS | No Comments

 

IDENTIDADE

FRAGILE é um projecto que visa inclusão de cegos e pessoas com baixa visão nas artes performativas. O foco principal centra-se na construção de uma nova linguagem de movimento, através da partilha de experiências entre cegos e bailarinos profissionais. Este projecto será implementado em Portugal pela Associação Cultural Vo’Arte – coreógrafa Ana Rita Barata, na Noruega pela Baerum Kulturhus – coreógrafa Kjersti K. Engebrigtsen e na Estónia pela Universidade de Talin – coreógrafo Ajjar Ausma e é co- financiado pelo Programa Cultura da União Europeia. Inclui a implementação de workshops, seminários de investigação, a criação de um espectáculo de dança (tripartido), e de documentários (por realizadores dos três países parceiros).

Esta colaboração artística de longa duração (2011-2013), assenta numa sólida base científica: o método de consciência corporal para deficientes visuais pela fundadora Kjersti Engebrigtsen tem vindo a desenvolver ao longo da sua experiência académica e profissional. FRAGILE tem as suas raízes em 1987, ano em que a coreógrafa, bailarina e professora norueguesa se deparou com uma estudante cega e descobriu que a prática de dança gerava mudanças radicais no seu corpo – até então rígido e inflexível -, voz, auto-confiança e comportamento social. Kjersti dedica-se a partir deste momento a ensinar pessoas com deficiência visual, tendo completado um Mestrado nesta área. A sua metodologia consiste em apresentar uma série de possibilidades de movimento, consciência corporal e improvisação em conjunto com música ao vivo, canções e jogos, num trabalho desenvolvido individualmente, em pares e em grupos.

O projecto pretende cruzar as fronteiras da arte, bem como dos países e culturas, incluindo realizadores, compositores, figurinistas, designers de luz, educadores, técnicos de necessidades especiais e professores de dança dos três países parceiros, ancorando o projecto junto das populações locais.

OBJECTIVOS

Este projecto visa o intercâmbio de experiências e a construção partilhada de conhecimento em torno da dança com cegos, bem como potenciar a inclusão destes indivíduos nas artes performativas, através da cooperação internacional. O objectivo é que bailarinos, coreógrafos e pessoas com deficiência visual sejam capazes de criar uma nova “linguagem de dança” através da alteração dos paradigmas cénicos e concepções estéticas regidas predominantemente pela visão, bem como que bailarinos profissionais possam alargar as suas oportunidades de trabalho através da exploração de novas possibilidades de expressão.

Pretende-se proporcionar a partilha de conhecimento sobre o envolvimento de indivíduos com deficiência visual nas artes performativas, através do impulsionamento do debate e da circulação de informação a nível internacional, entre artistas, investigadores e comunidade em geral. Através da divulgação destas experiências, procura-se estimular o surgimento de novas iniciativas neste campo, com especial incidência para a área da dança.

Outro objectivo importante do projecto é proporcionar apoio aos deficientes visuais no sentido de abrir caminho na descoberta de novas formas de expressão e inclusão social, através do encontro e discussão entre a comunidade portadora de deficiência visual e normovisual.

Pretende-se sensibilizar os professores de ensino especial e os formadores de dança, acerca da importância da consciência corporal e da dança na educação de uma criança com deficiência visual. Este objectivo será implementado através do envolvimento de educadores nos workshops, e da abertura do projecto à comunidade educativa ao longo de todo o processo.

Por fim, para além das propostas oficiais que se centram em Lisboa, o projecto aposta na descentralização, pretendendo que as acções sejam difundidas na comunidade em geral, e para tal, destaca-se a importância do papel das associações de cegos na criação de uma rede nacional de parceiros locais, articulando o projecto com escolas de dança, associações culturais ou outras para a divulgação e acolhimento das actividades do projecto.

ver mais aqui: http://voarte.com/antigo/voo.htm